Mensagem de Natal

Aproxima-se mais um Natal de Nosso Senhor. O mundo agitado e dessacralizado em que vivemos não tem tempo para refletir a grandeza deste momento. O homem caído, esmagado por uma dívida que jamais poderia pagar, não ficou abandonado. Mas Deus mesmo veio em seu auxílio, e pagou muito mais do que o homem devia. Qual não deve ser nosso reconhecimento para com Aquele que assumiu a nossa carne e se tornou Nosso Redentor?

Nosso Natal, se desejamos nos chamar católicos, não deve ser como o dos incrédulos e dos mundanos. Não são as festas, os presentes e as refeições fartas que devem fazer a nossa alegria. Podemos ser muito felizes mesmo que nos falte tudo isso. Somente não há felicidade verdadeira se nos falta o essencial, se nos falta Deus. Os mundanos podem até rir e cantar e dançar bastante, mas ao se apagarem as luzes, ao terminarem as festas, o que lhes resta? Além de falsa, a alegria do mundo é passageira. Fugaz, como as luzes dos fogos de artifício.

Para nós, a alegria deste dia é festejar a vinda do Cristo Salvador, nascido da Virgem Maria, na plenitude dos tempos. Esta é a alegria que não se apaga juntamente com as luzes das festas de fim de ano, mas que é a alegria serena e constante dos que vivem na graça de Deus. E que atingirá sua plenitude no Céu, quando veremos Deus face a face como Ele é, a Luz Perpétua a nos iluminar na eternidade.

Um feliz e santo Natal a todos.

Ad Majorem Dei Gloriam.

Márcio

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s