Aniversário de dez anos do blog e Mensagem de Natal

Neste mês de Dezembro o blog In Tribulatione Patientes comemora dez anos de existência. Uma duração longa comparada com tantos blogs que desaparecem do dia para a noite. É verdade que o trabalho aqui desenvolvido foi muito menor do que eu sempre quis. Mas, de qualquer forma, está cumprindo o papel de divulgar a Tradição Católica e de esclarecer confusões semeadas contra a Igreja. Além disso, que balanço podemos fazer?

Dez anos atrás, eu ainda estava iludido com o “papa da restauração” que iria trazer de volta a seu lugar a Doutrina, a Moral, a Liturgia da Igreja. Que absurdo! Achar que o padre apóstata Ratzinger pudesse fazer qualquer coisa a favor da Igreja Católica… A diferença deste antipapa para os demais é apenas sua maior capacidade de dissimulação. Vestia-se com paramentos tradicionais e entregava a comunhão na boca. Mas nunca se retratou de suas heresias. Com seu motu proprio parecia liberar a Missa Tridentina mas, na realidade, só a colocava em lugar de desprezo, fazendo da missa nova o rito ordinário da igreja conciliar. E preparava a grande armadilha para derrubar a resistência católica.

A isca foi mordida por não poucos católicos, entre os quais eu me incluía (mea culpa). A ignorância desculpa parcialmente boa parte das pessoas que caíram na armadilha. Mas, que dizer dos intelectuais e, principalmente, do clero tradicionalista? Conhecimento e inteligência não lhes faltam para ver o que estavam (e ainda estão) fazendo. Então por que se entregaram à anti-igreja e induziram os outros a fazer o mesmo? Inacreditável, decepcionante, mistério da iniquidade.

Ao longo deste dez anos houve alegrias, mas também decepções. Houve o tempo de expansão, no qual ia encontrando blogs afins e aumentando a lista de indicações. “A Tradição está renascendo”, pensava com alegria. Depois, com o amadurecimento, veio o tempo de selecionar. A lista de blogs que estava tão grande teve que ser diminuída. Não, não por falta de espaço, mas porque o conteúdo de blogs outrora amigos já se demonstrava impossível de ser recomendado. Não foram poucos os amigos perdidos. Alguns blogs foram realmente difíceis de serem retirados da lista. Lembro-me até hoje quando tirei o site da Montfort. Foi por meio deles que conheci a Tradição, e muito aprendi com eles. Mas, como poderia indicá-los depois de voluntariamente se tornarem tão cegos?

Outras decepções se sucederam, com a FSSPX, com a resistência, etc. Mas não vou repetir tudo aqui. Vamos apenas lembrar que, no meio de tantas decepções, também houve atos heroicos, de poucos padres e leigos que não se curvaram diante do culto à personalidade, nem das ameaças, nem das difamações.

O caminho nestes dez anos foi longo, cheio de alegrias e tristezas, de lutas, de sucessos e de reveses. Agradeço a todos os que nos acompanharam. Com toda sinceridade, não tenho mais as ilusões que tinha dez anos atrás. Mas, de qualquer forma, manteremos o trabalho iniciado a fim de defender a Igreja e esclarecer quantos pudermos. O tempo não é de triunfo nem de restauração, como sonhávamos, mas sim de resistência, de manter a Fé, de não ceder às muitas pressões do mundo ou da igreja conciliar.

Aproveito para desejar a todos um feliz e santo Natal e um ano novo passado na paz e na santidade.

Anúncios