A un año del centenario de Fátima

Muchas veces la humanidad no aprende con los errores del pasado. En 1689, Santa Margarida María Alacoque transmitía el mensaje recibido de Cristo para que el rey de Francia consagrase el reino a Su Sacratísimo Corazón. El pedido no fue atendido y, un siglo después, la maldita revolución francesa abalaba Francia y el mundo con el terror.

He aquí, estamos hoy a exactamente un año del centenario de las apariciones de la Santísima Virgen en Fátima. Casi cien años de menosprecio a los mensajes del Cielo. Y no solamente menosprecio, sino también mentiras como las de los “cardenales” Bertone y Ratzinger, y persecusiones, como el silenciamiento del padre Alonso, el mayor estudioso de las apariciones. Y aún traiciones de aquellos que conocen bien la perversidad de los herejes que hoy se presentan como si furean la jerarquía de la Iglesia Católica, pero, al contrario de denunciarlos, reconocen su “autoridad”, quieren estar en comunión con ellos y minimizan el mal que ellos hacen a la Iglesia.

Líbranos, Senhor, de los malos pastores y danos fuerza para quedarmos fieles en los momentos difíciles. Que no sea por nuestra culpa que los pedidos de la Santísima Virgen sean ignorados.

Anúncios

A um ano do centenário de Fátima

A humanidade muitas vezes não aprende com os erros do passado. Em 1689, Santa Margarida Maria Alacoque transmitia a mensagem recebida de Cristo para que o rei da França consagrasse o reino ao Seu Sacratíssimo Coração. O pedido não foi atendido e, um século depois, a maldita revolução francesa abalava a França e o mundo com o terror.

E, eis que estamos hoje a exatamente um ano do centenário das aparições da Santíssima Virgem em Fátima. Quase cem anos de desprezo às mensagens do Céu. E não somente desprezo, mas também mentiras como as dos “cardeais” Bertone e Ratzinger, e perseguições, como o silenciamento do padre Alonso, maior estudioso das aparições. E ainda traições daqueles que conhecem bem a perversidade dos hereges que hoje se apresentam como se fossem a hierarquia da Igreja Católica, mas, em vez de denunciá-los, reconhecem sua “autoridade”, querem estar em comunhão com eles e minimizam o mal que eles fazem à Igreja.

Livrai-nos, Senhor, dos maus pastores e dai-nos força para permanecermos fiéis nos momentos de provação. Que não seja por nossa culpa que os pedidos da Santíssima Virgem sejam ignorados.

A apostasia de Roma segundo o cardeal Manning

No mesmo sentido dos últimos dois artigos, recomendo a leitura das palavras do cardeal Manning sobre a prevista apostasia de Roma. É importante observar que este cardeal viveu no século XIX, sendo, portanto, livre de qualquer preconceito sobre as partes que agora disputam sobre a dita “igreja” conciliar. E, sem poder ser “acusado” de tradicionalista, ele descreve exatamente a situação em que vivemos e cuja gravidade os neoconservadores e tradicionalistas de linha média tentam minimizar.

Segue o texto, sendo que coloquei em destaque o trecho que descreve a situação da Igreja durante a grande perseguição:

Continuar lendo

Outras duas profecias sobre a apostasia atual

No último artigo, publicamos uma série de profecias sobre a apostasia que estamos vivendo desde o latrocínio Vaticano II. Atualizamos agora a lista com mais duas profecias que descrevem exatamente o que estamos vendo atualmente. São, desta forma, um importante aviso para que não nos deixemos enganar pelos artifícios da anti-igreja. São, também, um duro golpe no legalismo daqueles que exigem uma obediência cega a pessoas que vemos claramente que não possuem o mínimo de Fé católica e que trabalham abertamente para destruir a Igreja de Cristo.

Continuar lendo

A apostasia na Igreja Católica: profecias que a anunciaram.

Quando tratamos da enorme crise que a Igreja enfrenta atualmente, os neoconservadores logo lançam o escândalo: “Como podem dizer isto! Se a apostasia fosse tão grande como dizem os tradicionalistas, a Igreja teria deixado de existir. Se Roma estivesse no erro, seriam falsas as promessas de Cristo de que as portas do inferno não prevalecerão.” Com o slogan de “é impossível que…”, eles se mantêm na cegueira voluntária sobre a situação atual.

Apesar de toda propaganda neoconservadora, existem inúmeras profecias, reconhecidas pela Igreja Católica muito antes do conciliábulo Vaticano II, que descrevem uma apostasia tão generalizada que daria a impressão de que a Igreja teria deixado de existir visivelmente. A desolação que vemos hoje em dia, foi portanto, vastamente profetizada.

Para os que ainda não conhecem tais profecias, recomendo a leitura do seguinte artigo, que desmonta qualquer falácia dos neoconservadores e dos falsos tradicionalistas:

Continuar lendo

Profecias de São Francisco de Assis

Profecias de São Francisco de Assis

Lido em: Pale Ideas

“Pouco antes de morrer, São Francisco de Assis convocou seus seguidores e os alertou de problemas vindouros, dizendo:

Célere se aproxima o tempo no qual haverá grandes provas e aflições; perplexidades e discórdias, tanto espirituais como temporais, virão em abundância; a caridade de muitos esfriará, enquanto a malícia dos ímpios aumentará.

Continuar lendo