Tudo, menos latim!

Uma das desculpas sem sentido utilizadas pelos modernistas para não conceder aos fiéis o seu legítimo direito à Santa Missa no rito tridentino é exatamente o desconhecimento do latim. Mas, mesmo na missa nova, o idioma estrangeiro não somente é apresentado como barreira, mas às vezes até mesmo como incentivo para os fiéis. Sabem como? Através da “missa em inglês”:

Continuar lendo

Folheto de missa nega presença real de Cristo na Eucaristia

O protestantismo se levantou contra a maior parte das Verdades de Fé da Igreja. Lutero, entre outras heresias, negava o caráter de sacrifício da Santa Missa, bem como a presença real de Nosso Senhor Jesus Cristo em Corpo, Sangue, Alma e Divindade na Sagrada Eucaristia. A Santa Igreja, com energia, repeliu, no Concílio de Trento, essas heresias, reafirmando todos os dogmas ensinados por Nosso Senhor.


Hoje em dia, no entanto, esse bravo esforço em defesa da Verdadeira religião, que atravessou os séculos, é covardemente traído pelos membros corrompidos da nova igreja modernista. O erro é ensinado abertamente. As heresias protestantes são ensinadas por aqueles mesmos que se apresentam como membros da Igreja Católica e que teriam o maior dever de repeli-las e de ensinar a Verdadeira Fé.
Continuar lendo

Pode o homem mudar a liturgia?

Pode o homem mudar a liturgia por sua própria iniciativa? Nestes nossos dias de trevas, em que a Santa Missa é profanada pelos próprios sacerdotes e pelos leigos que se acham, todos, no direito de inventar uma nova liturgia, essa questão é mais do que pertinente. É uma verdadeira angústia, que acredito seja compartilhada por todos os fiéis que se indagam, perplexos, como chegamos a este ponto, onde o Santo Sacrifício da Missa foi transformado em espetáculo profano.

Uma resposta bem clara para essa pergunta pode ser encontrada nas Sagradas Escrituras:

Os filhos de Aarão, Nadab e Abiú, tomaram cada um o seu turíbulo, puseram neles fogo e incenso e ofereceram ao Senhor um fogo estranho, que não lhes tinha sido ordenado. Saiu, então, um fogo de diante do Senhor que os devorou, e morreram diante do Senhor. (Lv 10,1-2)

Continuar lendo

Teria o Cardeal Ottaviani aceitado a missa nova?

Alguns defensores da missa nova têm utilizado o argumento de que o cardeal Ottaviani teria se retratado de sua carta escrita ao papa Paulo VI que apontava os erros da missa nova. Foi isso o que escreveu o Alessandro Lima, na data de hoje. O mesmo argumento já havia sido apresentado pelo bispo Dom Rifan, aquele que abandonou a obra de Dom Castro Mayer.

Segundo essa hipótese, o cardeal Ottaviani teria escrito uma carta a Dom Lafond, da ordem dos cavaleiros de Notre-Dame, dizendo que estava satisfeito com as correções feitas pelo [anti]papa Paulo VI na nova versão do novo Ordo Missae. Assim, depois da carta do cardeal, o [anti]papa teria eliminado os defeitos do novo ordo, e a sua nova versão seria plenamente aceitável.

Continuar lendo