Qual das seguintes afirmações é aceitável para você?

Este texto foi traduzido a partir do original em inglês disponível em:
This text has been translated from the original english version availabe at:
http://www.therecusant.com/fake-resistance-statements

Observatório da Falsa Resistência:

Qual das seguintes afirmações é aceitável para você?


As declarações a seguir não estão em nenhuma ordem particular. Cada uma delas é propagada hoje pela falsa neo-resistência. Algumas ligeiras edições foram necessárias a fim de tornar o significado mais claro, mas alterá-lo – leia o texto exato e veja por si mesmo!

· A nova religião pode fortalecer sua fé. (1)

· Participar da Missa Nova pode fortalecer sua fé. (2)

· Faça o que você achar que deve fazer para manter a sua fé, o que pode incluir assistir à missa Novus Ordo. (3)

· Se você assistir a missa do Novus Ordo, você deve ter cuidado, mas você pode encontrar lá a graça de Deus e santificar sua alma. (4)

· Nem todo mundo precisa evitar o missa do Novus Ordo. (5)

· Assistir o Novus Ordo pode fazer mais bem do que mal espiritualmente. (6)

· Nem todos os padres têm de deixar a igreja conciliar ou parar de dizer a missa Novus Ordo (7)

· A missa Novus Ordo nem sempre é contrária à fé, mas muitas vezes é. (8)

· O problema com a missa Novus Ordo é que ela é ambígua. Ela pode ser feita para favorecer a nova religião, mas não necessariamente, pois também pode ser feita de acordo com a antiga religião. (9)

· O problema com o Vaticano II é que ele é ambíguo. (10)

· Ao se distanciar da igreja conciliar, você está se colocando em risco de se tornar um fariseu que está desligado da realidade. (11)

· Devemos aceitar os supostos “milagres eucarísticos” da missa Novus Ordo como genuínos. (12)

· Os milagres eucarísticos da missa Novus Ordo tem lições para os católicos tradicionais, uma das quais é que a missa do Novus Ordo nem sempre deve ser evitada. (13)

· A missa do Novus Ordo não é tão boa como a missa tradicional, mas é melhor do que nada. (14)

· Se eu apoiar a resistência, isto não significa que seja contra a neo-FSSPX. Não tenho nenhuma intenção de fazer qualquer coisa contra a neo-FSSPX. Eu não quero o colapso da neo-FSSPX. Devemos apoiar os bons padres que ainda estão na neo-SSPX, mas também podemos apoiar um padre que saiu. (15)

· Pode haver salvação fora da igreja conciliar. (16)

· No Vaticano II, os liberais tentaram introduzir o ensino da novidade e do falso, mas sua tentativa foi silenciada por homens bons. Depois do Concílio, os liberais de alguma forma se colocaram em posições-chave na Igreja, e por isso agora há uma nova orientação na Igreja. (17)

· O Arcebispo Lefebvre resistiu a nova direção que se produziu depois do Concílio. Mas ele também queria restabelecer a união com o Vigário de Cristo, o mais rapidamente possível. Isso é o que ele representava mais do que qualquer outra coisa. (18)

· Há ainda algo de católico na igreja conciliar, por isso é incorreto que a rechacemos por completo. (19)

· As congregações e seminários não são necessários hoje. Isso é coisa do passado. Deus não quer uma estrutura ou congregação para a resistência. (20)

· Os seminaristas que estão prontos para a ordenação não devem ser ordenados porque não há nenhuma estrutura ou congregação para a qual possam ser ordenados. (21)

· Não devemos tentar fazer com que os padres trabalhem em conjunto. Isso está fadado ao fracasso, por isso é melhor não tentar nada. (22)

· Pessoas que discordam ou criticam o bispo Williamson não devem ser recebidas. Padres que discordam ou criticam Dom Williamson não devem ser recebidos e os fiéis não devem ir para a suas missas. Criticar o Dom Williamson tem consequências. (23) …

Se a resposta for “nenhuma das anteriores”, então você pode ser feliz: você não ter caído na propaganda modernista e mudou ao longo do tempo. Está, no entanto, ao contrário do Bispo Williamson, P. Zendejas, dominicanos de Avrillé e D. Tomás de Aquino.

Correspondência das fontes:

. (1, 2, 3 e 4) – Dom Williamson, conferência em Mahopac, Nova Iorque, EUA, em 28 de junho, 2015 (vídeo publicamente visível no ‘youtube’):

Pergunta: “Bispo, eu vou a missa em latim aos domingos e durante a semana… eu vou à missa no Novus Ordo”.

. Dom Williamson “Se bem que a nova religião é falsa, perigosa, estrangula a graça e está ajudando muitas pessoas a perder a fé: ao mesmo tempo, ainda existem casos em que ela pode ser usada, e ainda é, para construir a Fé … o princípio essencial é: faça o que você tem que fazer para manter a fé … Há casos em que até mesmo o Novus Ordo pode ser assistido com um efeito de fortalecer a fé em vez de perdê-la .. … Tenha muito cuidado com o Novus Ordo … Mas, excepcionalmente, se você está vigiando e orando, até lá [na nova Missa] pode encontrar a graça de Deus. Se você o fizer [assistir à Missa Nova], faça-o com o fim de santificar sua alma “.

(5 e 6) – Mahopac, Nova Iorque (como acima):

“Por isso, eu não vou dizer que cada pessoa deve ficar longe da missa do Novus Ordo Se você pode confiar em seu próprio julgamento que assistir a esta missa [Novus Ordo] vai fazer mais bem do que mal espiritualmente … [encolher de ombros] … A regra de ouro é e continuará a ser:. ficar longe da missa Novus Ordo mas excepcionalmente – o mais prudente seria provavelmente dizer isto em privado a esta ou aquela pessoa, mas aqui eu vou dizê-lo em público, o que pode ser tonto … “

(7) – Dom Williamson, conferência em St. Catherine, Ontário, Canadá, em 05 de novembro de 2014 (vídeo publicamente visível no ‘youtube’):

“Eu não digo a todos dentro do Novus Ordo, sacerdotes e leigos, eu não digo: ‘Você tem que sair!”

[Se nem todos os sacerdotes “no Novus Ordo” tem que “sair”, o que significa exatamente vai depender do que se entende por “no Novus Ordo”. Ele pode se referir à missa Novus Ordo ou poderia ser uma referência à igreja de conciliar. Portanto, nem todos os sacerdotes devem ou a) parar de dizer o Novus Ordo da Missa, ou b) deixar a igreja conciliar. Ou ambos.]

(8, 9 e 10) – Dom Williamson, “Eleison Comentários dos, nº 437, 30 de novembro de 2015.

“A missa Novus Ordo, como o Vaticano II que seguiu, é ambígua, favorece a heresia e levou inúmeras almas da Igreja … doutrinariamente, o Novus Ordo é ambíguo, equilibrado entre a religião de Deus e a religião conciliar do homem. No entanto, em matéria de fé, a ambiguidade é fatal, geralmente sendo projetada para minar a fé como o Novus Ordo faz frequentemente. Mas, na medida em que a ambiguidade é precisamente passível de duas interpretações, a missa Novus Ordo não exclui absolutamente a religião antiga “.

e

(10) P. Zendejas, notícia “Livro Azul”, # 300, Novembro de 2015:

“Portanto, o aparente conflito entre a” obediência ” e a verdade é baseado na ambiguidade. Por exemplo, na época do Concílio Vaticano II havia tais termos ambíguos que poderiam ser entendidos de uma forma por católicos e de outra forma (contraditórias) pelos modernistas “

(11) Bishop Williamson, “Eleison Comentários” # 438, 05 de dezembro de 2015 .:

“Portanto, o NWO e a Igreja da Novus Ordo como um todo são perigosos para a fé, e os católicos têm o direito de agarrar-se à tradição para evitar o perigo. Mas desde que eles tiveram que colocar uma distância entre eles e a Igreja oficial, expuseram-se ao perigo oposto do isolamento levando a um espírito sectário e até mesmo farisaico, desconectado da realidade. “

(12) Eleison Comentários # 437 (como acima):

“Os fatos são osbtinados – sempre e quando sejam fatos. Se os leitores duvidarem que o milagre eucarístico de 1996, em Buenos Aires é um fato, que se empreendam sua própria investigação … Mas se a sua investigação deste caso não os deixa convencidos, então, que eles busquem pelo caso paralelo de Sokólka na Polônia, onde um centro de peregrinação surgiu em torno de um milagre eucarístico em 2008. E com um pouco mais de pesquisa na Internet certamente descobrirão mais notícias desses milagres no Novus Ordo, e pelo menos alguns deles parecem autênticos.

(13) ” ‘Eleison Comentários # 438 (como acima):

“No entanto, estes sinais [do Novus Ordo] – sempre assumindo que eles são genuínos – também deixam lições para os católicos da Tradição …”

. Monsenhor Williamson, e-mail citado em ‘Candle Católica’, edição de dezembro 2015:

“Na internet você pode encontrar casos de milagres eucarísticos que envolvem a missa Novus Ordo… Como isso seria possível se fosse absolutamente necessário evitar a missa Novus Ordo?”

(14) ” ‘Eleison Comentários # 437 (como acima):

“Portanto, não faz sentido que, em castigo da mundanidade moderna estas ovelhas, em grande parte, perderam o verdadeiro rito da missa, enquanto que, em recompensa por seu desejo da Massa não perderiam todas as missas válidas?”

” ‘Eleison Comentários # 438 (como acima):

“… Enquanto a partir da década de 1960 uma massa de ovelhas católicas tornou-se demasiado mundana para não merecer manter o verdadeiro rito da missa, [ainda] amaram a missa o suficiente para não perdê-la completamente.”

“A missa Novus Ordo pode ter sido permitida por Deus para tornar mais fácil para os católicos a abandonar a fé, se eles queriam, mas não impossível mantê-la, se eles assim quisessem.”

(15) – Dominicanos de Avrillé, “A posição do convento”, Julho de 2015 (visível ao público em: http://www.dominicansavrille.us/the-friarys-position):

“Apoiamos, portanto, todos os sacerdotes que permanecem na FSSPX que, não sem dificuldades, continuam o bom combate com esse espírito. Pela graça de Deus, há uma série deles, especialmente no distrito francês da Sociedade “.

“Se há padres fora da sociedade de que maneira clara e inequívoca, continuam o combate do Arcebispo Lefebvre, não há nenhuma razão para não apoiá-los. Apoiá-los não significa ‘tomar partido’ por uma sociedade contra a outra.”

“O ‘Apelo aos fiéis’, de Janeiro de 2014, não foi uma declaração de ruptura com a FSSPX.

“Nós não temos nenhuma intenção de fazer qualquer coisa ‘contra’ a Sociedade e não queremos seu colapso: ninguém quer isso”.

(16) P. Zendejas, notícia “Livro Azul”, # 300, Novembro de 2015:

“Se pode haver salvação fora da Igreja conciliar, então não há salvação ‘fora da FSSPX’ ou outros grupos tradicionalistas?

(17) P. Zendejas, “Livro Azul” (como acima):

“Nos dias do concílio, ao ensino de novidades sobre o humanismo (Igreja centrada no homem) opuseram-se meios e homens mais ou menos honestos e ele foi silenciado, mas os adeptos do mesmo desde então se instalaram nos postos chave do poder durante o período pós-conciliar … “

(18) P. Zendejas, “Livro Azul” (como acima):

“Ele [Lefebvre] continuou a agir ‘dentro da Igreja e de acordo com a Igreja, resistência à nova maré eclesiástica … Então, ele resistiu a orientação eclesiástica do pós-Vaticano II (liberdade religiosa, ecumenismo e colegialidade) a fim de permanecer na única Igreja de Jesus Cristo… e desejando – apesar das muitas decepções – que a união com o Vigário de Cristo pudesse ser restabelecida o mais rapidamente possível, sem ter que renunciar a qualquer ponto de doutrina. O importa é que é isso que ele representava!

(19) Dom Williamson, Eleison Comentários # 447 -. Ver artigo nesta edição.

(20) Dom Williamson, ” ‘Eleison Comentários # 278 .:

“Não está claro que a necessidade atual é a reconstrução de uma congregação clássica ou um seminário. Ambos podem estar de alguma forma fora de moda… Mas Deus é Deus, e pela salvação das almas amanhã pode ser que já não recorra à Congregação clássica ou ao seminário de ontem”.

(21) Dom Williamson, carta ao Padre João Bosco -. Ver artigo separado sobre este tema.

(22) Dom Williamson, Post Falls, Idaho (EUA) 01 de junho de 2014:

“Mesmo que todos os leigos queiram me obedecer, mesmo que todos os padres queiram me obedecer, […] você pode imaginar que estar no comando de padres resistentes é como cuidar de um rebanho de gatos? Você pode imaginar, é inimaginável? Neste caso, vale a pena tentar se ele está destinado a falhar? Pode ser melhor não tentar, do que tentar e falhar … “

(23) Carta D. Tomás de Aquino a P. Cardozo. “Criticar Dom Williamson tem consequências”, é, palavra por palavra, a própria expressão de Dom Tomás.

Um comentário em “Qual das seguintes afirmações é aceitável para você?

Os comentários estão desativados.